sexta-feira, 26 de julho de 2013

The Walking Dead


Comecei a ver esta série e que vício que é.
Quando começo a ver qualquer série há sempre uma personagem de quem gosto mais, pela qual estou sempre a "torcer" e com a qual me identifico.
Em The Walking Dead essa personagem é o Daryl. No príncípio pensei que ele fosse, de certo modo, um trapaceiro, mas logo depois vemos a coragem, a lealdade e o humor características desta personagem.
Agora é esperar que ele não morra, porque nesta série morrer é o mais comum.

Uma panca, entre muitas




Nova Zelândia. O cenário de algumas partes da triologia do Senhor dos Anéis e do filme O Hobbit.
Adoro estes filmes, adorei os livros, adoro este mundo, adoro esta magia.
Um dia visitarei estes lugares. Um dia.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

quarta-feira, 24 de julho de 2013

O que se vê por cá

Como o meu dedo do pé decidiu contrair uma infecção, por uns tempos não posso pôr o pé em praias, piscinas nem nada que se pareça.
Portanto distraio-me da melhor maneira que posso, com leituras de livros e revistas e vendo séries e filmes.

As séries que tenho visto

 Beauty and the Beast

 Da Vinci's Demons

 Gossip Girl

 Red Widow

Hart of Dixie

Fiquei vidrada na série Da Vinci's Demons e agora a segunda temporada só saí para o ano!
Também estou a gostar de ver Gossip Girl. É um bocado mais do mesmo, para quem via The OC e assim, mas o Chuck e a Blair são qualquer coisa de engraçado.

terça-feira, 16 de julho de 2013

Aquela cara com que muitas vezes ficamos nas fotos

Em metade das fotos que tiro, a minha expressão fica mais ou menos assim.
Acabo por me aperceber que, as fotos com cara de parva tiradas com os amigos e familiares, são as que, normalmente, ficam para a história.

segunda-feira, 8 de julho de 2013

The Color Run Lisboa

No sábado tive o privilégio de ser voluntária neste grande evento.
Foi a coisa mais divertida, badalhoca e cansativa. Ou seja, a minha cara.
No espaço de tempo que lá estive a trabalhar podia estar a suar como nunca me tinha acontecido na minha vida [temperaturas nos 40º e ainda por cima na torreira do sol], podia doer-me tudo e mais alguma coisa, mas valeu mais do que a pena! 
Sempre com um sorriso na cara, porque acredito que ser voluntário é transmitir aos outros felicidade, acima de tudo.